Atelier-Visita na SNBA

Esta é a proposta da Sociedade Nacional de Belas Artes para uma tarde de sábado diferente.

A actividade começa com uma visita à exposição das obras de Fernando de Azevedo e às pistas que vai deixando nas suas obras. “Como será que uma letra fará a ponte para uma ideia, um sentimento ou uma ressonância estética que determinada obra criou no autor? Inspiradas nos textos que escreveu, as pistas, simples como as letras, são pontos de partida para o pulo que iremos dar do “olhar” para o “ver” e do “decifrar” para o “entender”. No atelier, entre o cavalete, as tintas, o suporte e a paleta é tempo de criar e viajar pelo mundo surrealista, abstrato ou figurativo…”

Atelier-Visita aberto à participação de crianças entre os 6 e os 12 anos, acompanhadas por um ou dois adultos que decorrerá dia 28 de Abril, entre as 15h e as 17h.

Inscrição: 5 Eur.

Marcações: visita.atelier@snba.pt

De volta…

 Após uma ausência de tantos meses – pelos mais variados motivos – regressamos hoje, no Dia Internacional dos Sítios e Monumentos, este ano subordinado ao tema ” Do Património Mundial ao Património Local: proteger e gerir a mudança” e que conta com inúmeras actividades dispersas por vários monumentos em todo o País.

Para saber mais sobre as actividades, espreite aqui.

Prometemos regressar em breve com mais sugestões e propostas de actividades.

Santa Maria de Salzedas, um mosteiro cisterciense

Claustro do Mosteiro de Salzedas

Reabriu ao público, no dia 26 de Outubro, o Mosteiro de Santa Maria de Salzedas, integrado no “Projecto Vale do Varosa”, que tem como objectivo, nos próximos 20 anos, recuperar vários mosteiros da região.

Luís Sebastian, coordenador do projecto recordou que “o estado de degradação do edifício e do seu espólio era tal que a maior parte das pessoas não se apercebia do espectáculo de pintura” ali existente. Gabriel Andrade e Silva, arquitecto responsável pela recuperação, fala das relíquias que descobriu durante a obra: “Encontrámos uma estrutura de cobertura que é uma relíquia e, durante o processo de restauro da zona da sacristia e do caminho de acesso à Igreja, apareceu uma porta que daria para um caminho entre a parede da capela-mor”.

Na ocasião foi também apresentado do livro infantil “O Mosteiro de Santa Maria de Salzedas: as formigas, o gaio e as pedras”, com textos de José Jorge Letria e ilustrações de Elsa Lé, editado pela Trinta por uma linha, que re-conta uma lenda relacionada com a fundação do mosteiro.

Frida Kahlo – As Suas Fotografias

“Sabia que o campo de batalha do sofrimento se reflectia nos meus olhos. Desde então, comecei a encarar directamente a objectiva, sem pestanejar, sem sorrir, decidida a mostrar que seria uma excelente lutadora até ao final.” Frida Kahlo



Até dia 29 de Janeiro de 2012, no Pavilhão Preto do Museu da Cidade, não deixe de ver a exposição “Frida Kahlo – As Suas Fotografias”, composta por um selecção de 257 fotografias do acervo da Casa Azul – Museu Frida Kahlo.

“Esta exposição que mostra uma série de fotografias que pertenciam ao acervo pessoal da artista, na sua maioria desconhecidas, divide-se em seis núcleos: Os Pais: Guillermo e Matilde; A Casa Azul; O Corpo Acidentado; Os Amores de Frida; A Fotografia e a Luta Política. Não se pretende apresentar uma cronologia da vida e obra de Frida Kahlo, mas antes, mostrar pedaços da sua história pessoal e da sua intimidade, de um país e de uma época, permitindo também descobrir novas facetas de uma das personalidades mais complexas e enigmáticas do século XX.”

São fragmentos de história, retratos do quotidiano, de um percurso e das pessoas que passaram pela vida da artista, nomeadamente outros artistas com quem se cruzou e que a fotografaram, como por exemplo Man Ray, Tina Modotti, Martin Munkácsi, Fritz Henle, Adward Weston, Brassai, Pierre Verger ou Lola y Manuel Álvarez.

Para saber mais, espreite aqui e aqui.

Wiki Loves Monuments – 2011

Se gosta de Fotografia e de Património, a Wikimedia Portugal convida-o a participar, até ao final de Setembro, num concurso nacional de fotografia de monumentos.

“O objectivo é angariar fotografias de todo o património edificado da Europa, sob uma licença livre, de modo a que fiquem acessíveis a todos no Wikimedia Commons e possam ilustrar os respectivos artigos enciclopédicos na Wikipédia.”
 
O concurso teve a sua primeira edição nos Paises Baixos em 2010, sendo a 1ª vez que decorre em Portugal.
 
Para saber mais espreite aqui.

Jornadas Europeias do Património

As Jornadas Europeias do Património são uma iniciativa anual que conta com a participação de 50 países e procura promover a “sensibilização dos cidadãos europeus para a importância da salvaguarda do Património.”

A temática apresentada para 2011 é “PATRIMÓNIO e PAISAGEM URBANA”, procurando consciencializar e sensibilizar os cidadãos para a protecção e valorização das “características da paisagem nas cidades, vilas e aglomerados urbanos”.

Esta iniciativa procura cativar a população em geral, disponibilizando uma oferta vastíssima de actividades para todos os públicos e todas as idades.Nos dias “23, 24 e 25 de Setembro cerca de 500 entidades públicas e privadas distribuídas por 146 concelhos/localidades, incluindo as Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, irão realizar 590 actividades – cerca de 73 exposições, 70 conferências, 67 ateliers e workshops educativos, 65 espectáculos, 15 concursos de fotografia e 10 lançamentos de livros e 250 visitas guiadas e percursos orientados.”
 
Não deixe de aproveitar a oportunidade! Para saber mais espreite aqui e aqui.

Clube dos Pequenos Descobridores, na Doca dos Olivais

Integrado no evento, O Festival dos Oceanos, este clube convida à descoberta, através de actividades e ateliês, do mundo dos oceanos e da história das descobertas  portuguesas pelo Mundo.

O espaço apela a uma viagem ao tempo das descobertas pois o Clube dos Pequenos Descobridores encontra-se instalado na Caravela Vera Cruz, uma réplica das antigas caravelas portuguesas.

O clube funcionará na Doca dos Olivais até 13 de Agosto.