Arte num clique: The National Gallery of London

The National Gallery, London (foto de http://www.photo-visible.com)

Criada em 1824, a National Gallery of London é um dos maiores museus da Europa. Alberga uma colecção composta exclusivamente por pintura, com mais de 2.300 peças, que datam desde o século XIII  até ao início do século XX.
O museu começou com a compra, por parte da coroa britânica, da mansão do banqueiro John Julius Angerstein, que incluía a sua colecção de obras de arte. A esta juntou-se, em 1826, a colecção de Sir George Beaumont. Como as condições na mansão de Pall Mall não eram as melhores para acomodar as pinturas, o governo mandou construir em 1838 um edifício monumental em Trafalgar Square para albergar o museu, que rapidamente se tornou um espaço de referência nos círculos mais eruditos da Europa e dos Estados Unidos. Curiosamente, e desde a sua fundação, os governantes britânicos fizeram um esforço para que a National Gallery fosse acessível a todas as classes sociais. Este conceito  pouco comum na época permitiu que o museu se tornasse numa instituição de formação em artes para muitas gerações de jovens oriundos das classes operárias.
 
Essa tradição da “educação para as artes” manteve-se ao longo dos últimos 170 anos, e como tal a National Gallery continua a incrementar uma política de chegar a todos os públicos. As entradas no museu são gratuitas, os habitantes de Londres e os turistas são chamados ao espaço do museu não só pelas obras de arte mas também pelas áreas de lazer – o restaurante, a casa de chá, o espaço de concertos e de cinema – onde podem entrar sem serem obrigados à visita formal do percurso museológico (onde, deve referir-se, qualquer visitante se sente à vontade para explorar e admirar os quadros durante horas).
 
Em complemento ao espaço do museu, a National Gallery disponibiliza um site muito apelativo e bastante abrangente, que permite preparar uma visita ao museu – com a hipótese das mini-visitas para quem tem pouco tempo disponível – , ou visualizar as 2.300 pinturas acedendo a uma breve explicação sobre cada uma delas, com especial destaque para a pintura do mês e o “top 30”. Para que os visitantes se sintam integrados com a linguagem das obras, é disponibilizado um glossário. Para manter o público em permanente actualização são publicadas a agenda e as visitas temáticas. O site tem também uma “área de aprendizagem” onde podemos acompanhar as interessantes actividades educativas que o museu tem para todo o tipo de públicos: crianças, professores e escolas, académicos, adultos, famílias, séniores e bebés. A National Gallery tem ainda uma parceiria com algumas escolas dos hospitais londrinos, para que as crianças internadas a médio e longo prazo possam “ver” as pinturas do museu (através de impressões de alta qualidade) e fazer actividades didácticas.
 

Três quadros emblemáticos da colecção da National Gallery: 1. The Arnolfini Portrait, Jan Van Eyck 2. A Young Woman standing at a Virginal, Johannes Vermeer 3. Sunflowers, Vincent van Gogh

 
 Planeie a sua visita ou explore simplesmente o site, mas sobretudo, divirta-se.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s