Com vista sobre a cidade: o elevador de Santa Justa

Elevador de Santa Justa (fotografia do início do século XX, arquivo Carris)

As colinas que marcam a paisagem de Lisboa constituíam, no século XIX, um  problema real em termos de acessibilidade para a população da capital, que então se deslocava a pé ou em carruagens puxadas por animais. E por isso, depois da Revolução Industrial, foram inventados novos meios de transporte de locomoção mecânica.

Em Lisboa, a partir de 1874, foram muitos os projectos apresentados à Câmara Municipal para que a cidade passasse a usufruir destes modernos meios de transporte e em 1882 o engenheiro de ascendência francesa Raul Mesnier du Ponsard recebeu da vereação uma licença para “construir e explorar” nove elevadores na cidade, dos quais cinco – da Estrela, do Chiado, da Graça, de São Julião e de São Sebastião da Pedreira – desapareceram. Subsistem os do Lavra, da Glória, da Bica e o de Santa Justa.

O Elevador de Santa Justa, ou do Carmo, foi inaugurado em 1902, sendo actualmente o único ascensor vertical que existe na cidade.  O seu projecto, também da autoria de Raul Ponsard, foi apresentado em 1900, com parte mecânica executada por Lambert d’Argent e desenhos feitos por Jacinto Augusto Mariares. O ascensor seria inaugurado dois anos depois, com máquinas a vapor; somente em 1907 a locomoção das cabines passou a fazer-se através de energia eléctrica.

O Elevador de Santa Justa é um dos poucos exemplares de arquitectura do ferro que existe em Lisboa, tendo um profundo impacto no urbanismo da baixa da cidade, não só pela sua implantação vertical mas também pela ornamentação rica e exuberante da estrutura metálica, com arcos de gosto neogótico cheios de flores, folhas e rendilhados. O sistema elevatório é constituído por duas torres metálicas com 45 metros de altura, ligadas entre si e assentes sobre dois pilares. As cabines do elevador, que se equilibram por meio de um cabo de aço, têm interior revestido a madeira e espelhos e capacidade para transportar 29 passageiros.

Este fim de semana sugerimos-lhe que faça uma viagem no tempo até ao início de Novecentos. Suba até ao Largo do

Terraço do Elevador de Santa Justa (fotografia do início do século XX, arquivo Carris)

Carmo no elegante elevador de ferro e, chegando ao último piso, aproveite e disfrute da paisagem única que a esplanada lhe oferece.

Elevador de Santa Justa (entrada pela Rua do Ouro): segunda a sábado das 07h00 às 23h00; Domingo e feriados das 09h00 às 23h00.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s