O mistério de Gioconda

Mona Lisa, Leonardo da Vinci (1503-1505) Musée du Louvre

Um dos maiores mistérios da história da Arte refere-se à identidade da mulher que Leonardo da Vinci retratou como Mona Lisa.

Mais de quinhentos anos depois da sua pintura, o pequeno quadro levanta inúmeras questões e continua a apaixonar tanto os estudiosos como o público geral, tendo-se tornado provavelmente na obra de arte mais famosa do mundo.
Pintada entre 1503 e 1505 por aquele que é considerado um dos maiores génios da Humanidade, a Mona Lisa representa uma mulher serena e introspectiva, que foge aos padrões de beleza renascentistas. Tornou-se objecto de curiosidade e fama praticamente desde que foi terminada, e foi o próprio Leonardo da Vinci que levou o quadro para França quando passou a residir na corte de Francisco I (o que indica que nunca entregou a obra ao seu suposto encomendante…).
No entanto, a pergunta mantém-se: quem era esta mulher de olhar enigmático?
 

auto-retrato de Leonardo da Vinci

Várias teses têm sido avançadas nos últimos anos.
Há quem afirme que este é um auto-retrato de Leonardo vestido de mulher, uma vez que os traços do rosto sorridente da misteriosa mulher serão coincidentes com os traços do rosto de da Vinci.
Porém, a teoria mais aceite sobre a identidade é a que afirma que o pintor toscano retratou Lisa Gherardini, mulher do comerciante florentino Francesco del Giocondo, em celebração pela sua recente maternidade. A verdade é que pouco se sabe sobre a vida desta mulher e, além disto, esta atribuição resulta de uma expressão que em 1625 referia que o quadro representa “uma determinada Gioconda”, expressão que em italiano significa também “a risonha”. Poderia portanto referir-se a Lisa Gherardini ou a outra qualquer mulher sorridente.
 
Desta forma,a dúvida manteve-se durante séculos, criando uma aura de mistério em torno do quadro.
 
Recentemente foi descoberta uma certidão que confirma que Lisa Gherardini, esposa do rico comerciante de sedas Francisco del Giocondo, morreu em 1542 e foi enterrada no mosteiro de Sant’Orsola, em Florença. Assim, uma equipa de investigadores liderada pelo historiador de arte Silvano Vinceti decidiu identificar os restos mortais de Lisa e exumá-los para, a partir do esqueleto, reconstituir os traços do rosto da nobre florentina e confirmar se a mulher retratada por Leonardo é, de facto, a Gioconda. Apesar da polémica e contestação contra a investigação, que sempre surgem em casos de reconstituições físicas de figuras históricas, os investigadores italianos, estão convictos de que serão bem sucedidos (veja o vídeo aqui).

Será desta que finalmente é desvendado o mistério do sorriso de Mona Lisa?

2 thoughts on “O mistério de Gioconda

  1. bota quadro pequeno nisso 😉 lembro-me de quando o vi, e pensei “ora bolas, é só isto?” x) *
    sinceramente, acho que tem muito mais piada toda a névoa em torno do quadro. acho que é isso que lhe confere um interesse que poderia não ter se fosse simplesmente o retrato de alguém definido 😉

    (*: sentimento absolutamente oposto ao que tive quando vi o Guernica. o quadro nunca mais acaba – para além de ter uma carga emocional de te deixar encostada ao chão ;))

    ****

    • ml
      eu pessoalmente (e não falo pela dream team aqui do blog) fiquei rendida a um desenho de estudo para a Virgem dos Rochedos que está na National Gallery. E é “só” um desenho do génio 😉

      ****

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s